Quem não gosta de uma boa festa infantil? Além de ser um momento muito feliz para celebrar mais um ano de desenvolvimento, aprendizado e felicidade da criança, é uma festa cheia de coisa boa. Salgadinhos, docinhos, bebidas, brincadeiras, alegria e diversão são algumas palavras que devem marcar a festa. Para que a festa seja assim: só com coisas boas, é preciso estar atento à segurança nos brinquedos em espaços de festas infantis. Uma desatenção ou uma falha pode significar um desastre e estragar a festa.

 

Como avaliar a segurança nos brinquedos em espaços de festas infantis

Para que a sua festa não seja vítima de um desastre, confira os 5 itens que devem ser avaliados para garantir a segurança nos brinquedos em espaços de festas infantis. Você pode usar este check-list para avaliar o buffet onde está pensando em fazer a festa do (a) seu (sua) filho (a).

1. Confira o estado de conservação dos brinquedos

O primeiro item a ser avaliado na segurança nos brinquedos em espaços de festas infantis é o estado de conservação deles. Brinquedos sujos e mal cuidados indicam não só má conservação e falta de limpeza, mas também o risco de que eles não estejam passando pela manutenção periódica que precisam. Já brinquedos com peças ou pedaços soltos podem representar um risco pois podem quebrar durante a brincadeira. Além disso, é importante observar se todos os brinquedos possuem espumas de segurança nas partes de ferro e telas nas partes altas para as crianças não correrem o risco de se ferir.

2. Repare nos avisos

Todos os brinquedos devem ter indicação de tamanho, peso, idade e quantidade de crianças ideal para brincar. Isso garante que cada uma esteja brincando onde é adequado e a sua segurança está garantida.

3. A presença dos monitores

Para garantir que as regras de uso do brinquedo sejam seguidas, que os brinquedos não sejam danificados e que as crianças não se machuquem, é importante que o buffet conte com uma equipe de monitores treinados. Os monitores precisam ter paciência e jogo de cintura com as crianças, gostar de brincar e estar sempre atentos e preparado para saber como agir, caso alguma criança esteja em risco. Além disso, são eles que garantem se a quantidade de crianças permitida por brinquedo não está sendo ultrapassada, cronometram o tempo de brincadeira de cada grupo e evitam tumultos.

4. Corpo de bombeiros

Peça para ver o registro de visitas, vistorias e autorizações do Corpo de Bombeiros. Esse órgão é responsável por analisar se a empresa possui todos os requisitos para combate de incêndio e por orientar sobre a disposição de mangueiras e extintores. Caso o buffet esteja em falta com alguma orientação do Corpo de Bombeiros, você poderá verificar.

5. Vá além dos brinquedos

Verifique que medidas de segurança o buffet toma além dos cuidados com os brinquedos. Tais como:

  • Janelas – se há janelas ao alcance das crianças elas devem conter telas.
  • Tomadas – as tomadas devem estar todas tampadas para não correr o risco de nenhuma criança encostar nelas. Além disso, observe como é a instalação de brinquedos que precisam da eletricidade para funcionar. Por exemplo, vídeo games e fliperamas. O ideal é que cada brinquedo tenha a sua tomada. Brinquedos que compartilham tomadas, fios embolados e o excesso do uso de adaptadores T representam um risco de curto circuito.
  • Seguranças – repare se o buffet disponibiliza uma equipe de segurança que estará a postos caso haja alguma confusão externa, um assalto ou uma invasão.
  • Pratos, copos e talheres – louças e vidros não são os melhores materiais para as crianças. Verifique se o buffet usa descartáveis ou acrílicos, materiais que não colocam as crianças em risco.

 

Gostou das dicas? Com a segurança nos brinquedos em espaços de festas infantis garantida, é só partir para a melhor parte: curtir a festa!

Confere um pouco da nossa estrutura: Estrutura Laliboom

Deixe sua Resposta