Férias: 10 brincadeiras para fazer em casa e integrar mais a família

As férias são um momento de tensão para muitos pais. O que fazer e como distrair os pequenos nesse período são questionamentos feitos por muitos. Se você está nessa situação, pode ficar tranquilo. Esse texto foi escrito pensando em você e no (a) seu (sua) filho (a). Vamos te apresentar 10 opções de brincadeiras para fazer em casa, que são muito interessantes, proporcionarão um momento de integração da família e farão a criança criar, pensar e se desenvolver. Afinal, o que pode ser melhor do que aprender brincando e interagindo com a família? 

As 10 brincadeiras para fazer em casa

Para ficar mais fácil de você encontrar as brincadeiras que mais combinam com o (a) seu (sua) filho (a) e com a sua família, vamos listar a idade a que essa brincadeira se destina, a quantidade de participantes necessária para a brincadeira acontecer, os materiais necessários e uma breve descrição de como ela funciona. Preparado para a diversão? Vamos lá!

 

1. Qual é o filme?

Idade: a partir de 6 anos

Participantes: a partir de 2

Materiais necessários: Caneta e papel

Como funciona: Um participante desenha algo no papel e o (s) outro (s) deve (m) adivinhar a que filme aquele desenho faz referência. Caso haja mais que 3 pessoas, é possível separar o grupo em dois times. Também é possível fazer uma variação desse jogo mudando o tema filme para música, desenho ou outro.

 

2. Passa anel

Idade: a partir de 4 anos

Participantes: a partir de 4

Materiais necessários: Um anel ou outro objeto pequeno

Como funciona: Quem não lembra de brincar de Passa anel quando criança? A dinâmica é simples: um participante fica responsável por passar o anel, outro fica ao lado observando a brincadeira pois ele terá que adivinhar onde está o anel. Os outros participantes ficam sentados em roda. O passador de anel pode passar quantas vezes quiser e, quando terminar, o observador deverá dizer onde acha que está o anel.

 

3. Jogo do tato

Idade: a partir de 3 anos

Participantes: a partir de 2

Materiais necessários: Objetos diferentes da casa.

Como funciona: Um participante é vendado e o (s) outro (s) entregam a ele objetos para tatear. Apenas com o toque, ele deve adivinhar que objeto é aquele num tempo estipulado. Uma variação possível desse jogo é usar o paladar. Nele, ao invés de usar o tato, o participante vendado usará o paladar para adivinhar qual é a comida que está na sua boca.

 

4. História maluca

Idade: a partir de 6 anos

Participantes: a partir de 2

Materiais necessários: Papel e caneta

Como funciona: O primeiro participante deverá escrever uma frase que sirva de início de história e entregar para o próximo participante. Este, por sua vez, deverá escrever uma frase que sirva de continuação para a história. Em seguida, ele deverá dobrar o papel de forma que apenas a frase que ele acabou de escrever fique aparecendo. Ele entregará o papel dobrado dessa forma para o próximo participante, que deverá fazer o mesmo: receber o papel com a última frase escrita e redigir outra sentença que sirva de continuação para a história e dobrar o papel para exibir somente a sua frase e esconder as anteriores.

Como os participantes só verão a frase que o participante anterior acabou de escrever, o resultado é uma história muito maluca e engraçada. Certamente, esse é uma das brincadeiras para fazer em casa que rendem mais risadas.

 

5. Salve a sua bexiga!

Idade: a partir de 7 anos

Participantes: a partir de 5

Materiais necessários: Bexiga e barbante

Como funciona: Cada participante deverá encher sua bexiga e amarrá-la em seu pé. Quando a brincadeira começar, todos devem tentar estourar a bexiga do outro, sem deixar que a sua seja estourada. Quando uma bexiga é estourada, o participante é eliminado. Ganha o dono da bexiga que ficar cheia até o fim do jogo.

 

6. Estátua!

Idade: a partir de 2 anos

Participantes: a partir de 3

Materiais necessários: Nenhum

Como funciona: Um participante fica responsável por dizer qual estátua os outros participantes deverão fazer. Pode ser um animal, um personagem ou outra coisa. Após posicionados em estátua, este participante deverá escolher qual é a estátua mais bonita e tentar provocar os outros participantes para que eles se mexam. Se isso acontecer, eles são eliminados.

 

7. Detetive

Idade: a partir de 8 anos

Participantes: a partir de 5

Materiais necessários: Papel e caneta

Como funciona: Corte alguns pedaços de papéis na mesma quantidade de participantes. Num deles escreva “detetive”, no outro “assassino” e nos outros “vítima”. Sentados em roda, cada participante deverá pegar um papel. Quem ficar com o de assassino deverá piscar para os outros participantes a fim de “matá-los”. As vítimas que receberem a piscada deverão dizer “morri”. O detetive deverá observar o jogo para adivinhar quem é o assassino e prendê-lo. Uma variação desse jogo é incluir um anjo que manda beijinhos discretos para os “mortos”, fazendo com que eles ressuscitem.

 

8. Jogo do algodão

Idade: a partir de 3 anos

Participantes: a partir de 2

Materiais necessários: Duas tigelas, uma colher e muitas bolas de algodão.

Como funciona: Deixe duas tigelas em cima de uma mesa. Uma ao lado da outra. Uma deverá ficar vazia e a outra cheia de bolas de algodão. Vendado, com uma mão para trás e a outra segurando uma colher, o participante deverá transferir a maior quantidade de bolas de algodão possível de uma tigela para outra, sem deixar cair nenhuma bolinha.

 

9. Dobradura e origami

Idade: a partir de 3 anos

Participantes: a partir de 2

Materiais necessários: Papel

Como funciona: Pegue algumas folhas de papel e muitos tutoriais de dobradura ou origami para brincar. Essa brincadeira é ótima pois é possível adaptar o nível de dificuldade das dobraduras, de acordo com a idade da criança. Você pode incentivar as crianças a colorirem as suas dobraduras, montarem enfeites ou até fazer um concurso de voo para o caso das dobraduras de avião.

 

10. Pula Rio

Idade: a partir de 3 anos

Participantes: a partir de 4

Materiais necessários: Duas cordas

Como funciona: Essa é para ver quem está com os exercícios em dia. Estique as duas cordas no chão paralelamente. Elas representarão as margens do rio. Cada criança deverá atravessar de um lado para o outro pulando. A medida em que todos forem passando, a distância entre as cordas aumenta e é eliminado aquele que cair “dentro do rio”.

 

Com essas 10 opções de brincadeiras para fazer em casa, as férias das crianças vão ficar ainda mais divertidas. Está preparado para brincar muito com o (a) seu (sua) filho (a)? Boa diversão!

 

Veja também Regras de Etiqueta para Festas Infantis

Deixe sua Resposta